Mês: junho 2015

As primeiras experiências com estéreo e alta fidelidade (II)

Depois das primeiras tentativas, bastante restritas comercialmente, de desenvolvimento de alta fidelidade e estéreo até o fim da II Guerra Mundial, a indústria fonográfica passou a revitalizar antigos estudos e projetos, já os adaptando aos avanços trazidos pela pesquisa demandada pelo esforço de guerra. Sensores de ruído direcionais, instalados nas praias inglesas, apontados para Normandia forçaram o aperfeiçoamento dos microfones. O sonar ampliou a viabilidade técnica do registro de novas frequências. Do ponto de vista industrial e comercial, a guerra trouxe avanços que tornaram possíveis baratear a produção e, por conseguinte, ampliar a acessibilidade do produto a grandes públicos....

Read More

Fernando Coelho

Nojo O nevoeiro da patifaria política não deixa o Brasil enxergar nenhum destino imediato. O povo, embora entorpecido pelo analfabetismo, pelo vale-refeição, tem que ser o dono do futuro. Sublevar-se, levantar-se, fechar pelo voto o Congresso Nacional e reabrí-lo pelo voto. Dirigido por ladrões, as duas casas legislativas apequenam a bandeira brasileira. A minúscula estadista Dilma, sempre pega de surpresa, sempre surpreendendo com discursos rasos, de pouca vascularidade institucional, mente à luz do dia. Ela não sabe dos massacres do Rio de Janeiro, nem de Salvador, nem de Alagoas, o estado mais violento do Brasil, nem tampouco de São...

Read More