Home

Data Atual
Hora


Ago26

Virada Sustentável começa em São Paulo com 800 atrações gratuitas

E-mail Imprimir PDF

Flávia Albuquerque
Agência Brasil

Começou na capital paulista a sexta edição da Virada Sustentável, que reúne cerca de 800 atrações gratuitas em diversos locais da cidade. O festival, que termina domingo (28), terá música, cinema, exposições, teatro, piquenique, biciletadas, e atividades lúdicas, todas baseadas nos temas como água, biodiversidade, consumo consciente, cidadania, mobilidade urbana, direito à cidade, mudanças climáticas e economia verde, entre outros. O evento terá ainda palestras, feiras de produtos veganos e orgânicos e oficinas.

“É uma grande campanha de educação com cara de festival cultural. As pessoas vão curtir as atividades e atrações e vão sair dali um pouquinho mais conscientes e informadas. As pessoas ainda entendem sustentabilidade apenas como cuidado com o meio ambiente, mas há, também, dentro dessa área temas como erradicação da pobreza, redução da desigualdade, direitos humanos e qualidade de vida”, disse o idealizador da Virada, André Palhano.

O festival começou em São Paulo e já foram feitos outros em Manaus, Valinhos e Porto Alegre, com a articulação e participação direta de organizações da sociedade civil, órgãos públicos, coletivos de cultura, movimentos sociais, equipamentos culturais, empresas, escolas e universidades, com o objetivo de apresentar uma visão positiva e inspiradora sobre a sustentabilidade e seus diferentes temas para a população.

Neste ano, a organização é baseada nos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável do Milênio, definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU): erradicação da pobreza; fome zero; boa saúde e bem-estar; educação de qualidade; educação de qualidade; igualdade de gênero; água limpa e saneamento; energia acessível e limpa; emprego digno e crescimento econômico; indústria, inovação e infraestrutura; redução das desigualdades; cidades e comunidades sustentáveis; consumo e produção responsáveis; combate às alterações climáticas; vida debaixo d'água; vida sobre a terra; paz, justiça e instituições fortes; parcerias em prol das metas.

Entre os destaques de hoje (25) estão o É dos Bichos, com foco na luta pelos direitos animais, provocando o questionamento e a aproximação da causa por meio de ações artísticas, jogos cooperativos, oficinas e debates voltados para crianças e adultos, na Câmara Municipal; Meditações em Conexão com a Natureza, buscando uma conexão com a natureza interna e externa, por meio da meditação mesclando técnica e audiovisual, às 20h30 na Casa Jaya.

Leia mais...
 
Ago24

Orquestra Juvenil da Bahia viaja para sexta turnê na Europa

E-mail Imprimir PDF

Sayonara Moreno
Agência Brasil

Mais de cem jovens da Orquestra Juvenil da Bahia se preparam para uma turnê na Europa com 11 concertos em três países, entre os dias 30 de agosto e 12 de setembro. O grupo de musicistas com idades entre 14 e 29 anos foi convidado para apresentar peças de grandes nomes da história da música, para um público considerado exigente.

As primeiras apresentações ocorrerão em Montreux, na Suíça, seguem em cinco cidades da Itália – incluindo a capital Roma – e, por último, em Paris, na França. Todos os concertos serão dirigidos e orquestrados pelo maestro Ricardo Castro. Ele conta que esta é a sexta turnê no exterior, realizada pela Orquestra Juvenil da Bahia, principal formação do programa Neojiba (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), projeto social do Governo do Estado.

“Será a nossa sexta vez, mas o desafio é maior, porque teremos uma carga de obras muito alta. Estamos levando entere 15 e 17 obras sinfônicas diferentes e isso é muito difícil para uma orquestra sinfônica, sobretudo juvenil”, explica o maestro, que diz não poder repetir peças já apresentadas por outras orquestras nos dias das apresentações.

“Além disso, vamos estrear em Paris, numa sala que foi construída para 2,4 mil lugares, e tocaremos na sala principal de Roma. Outro desafio é porque seremos a orquestra residente do festival de Montreux, que festeja seus 70 anos neste ano e escolheu a nossa orquestra juvenil, junto com a Royal Phylarmonic de Londres”, comenta Ricardo Castro, que comemora o fato de que a estreia em Paris está com os ingressos esgotados desde maio deste ano, quando as entradas foram vendidas em cerca de 24 horas. A apresentação será o encerramento da turnê, no dia 12 de setembro.

Programa social

A Orquestra Juvenil da Bahia é o principal resultado do projeto Neojiba, atualmente sob responsabilidade da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do estado, beneficiando cerca de 4,6 mil jovens em toda a Bahia. A iniciativa foi criada há nove anos e, além de Salvador, tem outros 11 núcleos distribuídos em mais de 30 cidades baianas, com parcerias locais.

Leia mais...
 
Ago23

Obras raras da Biblioteca Nacional ganham forma inédita de exibição

E-mail Imprimir PDF

Paulo Virgílio
Agência Brasil

Com cerca de 9 milhões de volumes, a Biblioteca Nacional é a oitava do mundo e a maior da América Latina. Possui um valioso acervo que inclui raridades bibliográficas, entre elas as 60 mil peças que chegaram ao Brasil no início do século 19, trazidas por Dom João VI e a corte portuguesa, para constituir o núcleo original do que é hoje a biblioteca sediada no centro do Rio de Janeiro.

Uma proposta expográfica inédita permite que 507 obras originais desse acervo possam ser vistas pelo público, na mostra Gabinete de Obras Máximas e Singulares, que a Biblioteca Nacional inaugurou na semana passada. A exposição integra à arquitetura dos corredores do 3° e 4° andares 18 vitrines, especialmente construídas e climatizadas para abrigar o acervo.

São obras que exigem muito cuidado para a sua preservação, o que inviabilizava sua exibição, a não ser por meio de fac-símiles, nas tradicionais vitrines expositoras horizontais. A solução encontrada pela curadora Claudia Fares e pelo arquiteto Temer Neder foi a verticalização, ideia que buscou inspiração nos gabinetes de curiosidades, comuns nos séculos 16 e 17 na Europa.

Obras da antiguidade clássica, animais empalhados, autômatos, minerais, fósseis, fragmentos de meteoritos, esculturas, sementes, plantas conservadas em frascos, instrumentos musicais são exemplos das peças que compunham os gabinetes de curiosidades. Organizados por eruditos, naturalistas, profissionais liberais e nobres interessados pela ciência e pela arte, os gabinetes eram originalmente locais de estudos, periodicamente abertos ao público, e tiveram seu apogeu com a descoberta do Novo Mundo e a curiosidade em torno dos itens então considerados exóticos.

“Eles tinham uma forma de expor muito fascinante e rica. A maneira de associar as obras era sincrética, eles juntavam as coisas da natureza e as da cultura, as de Deus e as dos homens”, explica Claudia Fares. Os mesmos critérios dos eruditos e naturalistas dos séculos 16 e 17 foram utilizados pela curadoria na disposição das obras na exposição.

Leia mais...
 
Ago22

Com vasta programação cultural, Bienal do Livro de SP reunirá 280 expositores

E-mail Imprimir PDF

Daniel Mello
Agência Brasil

A Bienal Internacional do Livro de São Paulo chega à 24ª edição neste ano. A programação começa na próxima sexta-feira (26) e vai até o dia 4 de setembro. Ao todo serão 280 expositores, com representação das maiores editoras do país, além de autores e uma vasta programação cultural. O evento será realizado no Pavilhão do Anhembi, na zona norte paulistana.

Participarão de palestras e conversas com o público autores de sucessos de vendas nacionais e estrangeiros. Entre os nomes que estarão no evento estão o historiador Leandro Karnal, o filósofo Mário Sérgio Cortella e o cartunista Mauricio de Sousa. Também terão destaque nomes que fazem sucesso no mundo virtual e agora se aventuram como escritores, como Kéfera, Jout Jout e Lucas Rangel.

O cordel e o repente terão um espaço próprio, idealizado pela Câmara Cearense do Livro. O processo de fazer cordel e a xilogravura serão debatidos por artistas que trabalham com essa linguagens. A poesia popular como tema de outras formas de expressão será discutida por Bráulio Tavares, Marco Haurélio, e Assis Ângelo. A programação conta ainda com shows e contações de histórias. Entre os participantes está Paulo Araújo, autor da canção I-margem.

Misturando o rap com embolada, estão previstos duelos de MCs nos Cordelíricos, com apresentação de Lirinha, do grupo Cordel do Fogo Encantando, e Gaspar, poeta e integrante do grupo Z'África Brasil. O ator e compositor Cristiano Gouveia fará um espetáculo com histórias inspiradas na obra de grandes sambistas brasileiros.

Leia mais...
 

Tempo